sexta-feira, 19 de junho de 2009

Antipessoas



Desacostumadas a tudo

São feitas de nada

Pastéis de vento

Vidas mumificadas.


Não conseguem pensar

Esperam pelo pior que há de vir

Paralisadas

Não sabem o que fazem

Bestas quadradas!


São cheias de impostura

Nasceram renegadas

Só vêem de longe

São ultrapassadas


Seus desnomes não importam

Não fazem diferença

São sujeitos desacontecidos

Existem para menos


Olham para o céu

E vêem o inferno

Pobres diabos que são.


Eric


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br