quinta-feira, 25 de junho de 2009

Sonho de sonâmbulo



O sono me embebeda.

Tarde da noite, em volta do eu,

os objetos me desmancham

no limite do escape,

de despertarem

noutro lugar.


Eles se aproximam,

me alastrando,

e sussurram, impossíveis:

o exterior é o que te olha

pelos seus olhos objetais;

é o que te beija com sua boca

e te traga.

E te põe a sonhar,

sem te deixar dormir.


(Eric)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br