segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Complexo de tempo



Hoje acordei com uma sensação estranha. Na verdade, venho sentindo isso há algum tempo, mas hoje percebi claramente qual sensação é essa. Para dizer diretamente: sinto que 2010 ainda não começou. Estar em 2009 até hoje tem lá seus problemas. Por exemplo, o de que 2010 será um ano mais curto para mim, pois 2009 já tem por volta de uns 395 dias. O pior (ou o melhor) disso tudo é que sei quando essa sensação acabará. Enquanto esse sentimento não cessa, tenho vivido como antes, tenho estado tenso diante da aproximação de minha particular virada de ano. Meu dezembro é agora, meu natal está por vir. Tenho estado fraterno, sensível ao amor e às amizades, esperançoso por novas realizações. Tenho me multiplicado por um misto de ansiedade pelo futuro e paixão pelo devir. Tenho saudade do que estará acontecendo, do que estarei vivendo. Meu complexo é com o tempo, com sua suposta linearidade; meu complexo é com a carroça, que não pode passar na frente dos bois. Venho acontecendo em tempos paralelos, me transubstanciando em coisa futura e me presentificando no amanhã. Sentimentos e desejos que não cabem no tempo me sufocam o instante e me paralisam.



Um comentário:

  1. Well, Well, Well... mas agora parece que o futuro já começou. 58 dias atrasado, 2010 iniciou encerrando mais que um ano anterior, encerrou uma fase e deu a largara para uma vida!

    ResponderExcluir

 
BlogBlogs.Com.Br